Comece a se organizar – IRPF 2019

Um dos principais erros cometidos pelo contribuinte é a falta de documentos ou preenchimento incorreto da Declaração do Imposto de Renda. Por isso, é necessário que os contribuintes se organizem desde já, reunindo os comprovantes de cada movimentação que será declarada. Essa primeira etapa é fundamental para uma declaração precisa e organizada, minimizando o risco de cair na malha fina.

 

Segue abaixo uma lista com dicas sobre alguns documentos que devem ser informados à Receita Federal:

  • CPF DOS DEPENDENTES

Este ano, é obrigatório informar o CPF de todos os dependentes. Caso o dependente não tenha o documento, é necessário providenciar em tempo hábil para ser incluído na declaração.

Segundo o site da Receita Federal, o CPF pode ser emitido online para pessoas de 16 a 25 anos, que possuam título de eleitor regular.

Nos demais casos, é preciso ir a uma unidade da Receita Federal ou entidade conveniada (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, ou Correios).

  • INFORME DE RENDIMENTOS: A BASE DA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA

Os informes de rendimentos são de suma importância, uma vez que comprovam a origem dos rendimentos recebidos ao longo do ano, além de representarem o que as fontes pagadoras reportaram à Receita Federal como pagamentos efetuados em favor de cada contribuinte. Tal documento deve ser fornecido por cada fonte pagadora, por exemplo, empregadores, bancos, corretoras e Previdência Social, e serve também para comprovar impostos retidos na fonte.

Contate suas fontes pagadoras e solicite o informe, caso ainda não tenha recebido.

  • BENS

Todos os bens devem ser declarados ao Imposto de Renda. No caso dos imóveis, é obrigatório informar data de aquisição, área total, Registro de Inscrição (RGI) ou algum documento que comprove a posse, endereço completo e inscrição do IPTU.

Em caso de veículos, importante lembrar que o valor pago na compra não muda com o passar dos anos e a alteração desse valor só se justifica em caso de melhorias no bem, como, por exemplo, a instalação de blindagem.

Mas, se houve a compra ou a venda de imóveis, veículos e outros bens, é preciso informar o nome completo do comprador ou vendedor, endereço e CPF ou CNPJ e o comprovante de aquisição ou venda.

  • RECIBOS DE EDUCAÇÃO

Providencie os comprovantes de escola regular, cursos técnicos, faculdade, mestrado, doutorado, pós-graduação para que possam ser abatidos dentro do limite instituído por lei. Cursos de idiomas e atividades extracurriculares como aulas de música, por exemplo, não são dedutíveis para fins de IR.

  • RECIBOS DE SAÚDE

Reúna todos os comprovantes e notas fiscais de pagamento de plano de saúde e consultas médicas, bem como, internações e exames realizados pelo titular e os dependentes. Lembre-se que as despesas integralmente reembolsadas não podem ser deduzidas no seu IR.

  • DEMAIS COMPROVANTES/DOCUMENTOS

– Pensão alimentícia

– Comprovante de aluguel (pagamentos ou rendimentos)

– Herança recebida no período declarado

– Doações feitas ou recebidas

– e-Social de empregados domésticos

– Empréstimos e financiamentos

– Compra e/ou venda de ações

Certificado Digital facilita e aumenta a segurança

Além de oferecer segurança no envio dos dados, o certificado digital facilita a verificação e correção de informações e o acompanhamento da declaração. O contribuinte que já possuir um certificado deve verificar a data de expiração e caso necessário, providenciar a sua renovação. Os contribuintes que possuem o certificado digital também podem utilizar a declaração de IR já pré-preenchida pela Receita Federal.

Conte com especialistas na hora da declaração

A expectativa é que a Receita Federal divulgue no próximo mês a Instrução Normativa sobre as regras, prazos e condições para entrega da Declaração de Imposto de Renda. É preciso ficar atento e começar a se organizar, reunindo os documentos que servirão de base para sua declaração. Além disso, o apoio de um contador especializado em obrigações fiscais das pessoas físicas é fundamental para orientação e na elaboração da declaração de imposto de renda a fim de evitar multas e penalidades.

 

Fonte: terra.com.br https://www.terra.com.br/noticias/dino/irpf-2019-hora-de-comecar-a-se-organizar,2f3bd093f2c7b7fd0fa366d7a63dcaa158gbhqrf.html – Website: http://www.dpc.com.br